Please reload

Posts Recentes

Pelo Inss - LOAS :Como conseguir esse beneficio?

October 17, 2017

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

O papel da Fonoaudiologia na Estimulação Precoce de bebês com microcefalia

 

            A estimulação precoce é uma abordagem que utiliza técnicas para favorecer o desenvolvimento global da criança e tem como objetivo prevenir maiores danos; é utilizada em crianças de zero a três anos, pois é o período de vida em que ocorre as maiores transformações e ganhos, por meio de experiências vividas.

            Devido a isso, quanto mais as crianças forem estimuladas, mais resultados apresentarão. Para que a abordagem seja eficaz, deve-se sempre se atentar aos padrões de normalidade, para cada faixa etária, observando o que é e o que não é esperado (alterado).

            A fonoaudiologia atua nessa abordagem incluindo bebês com diagnóstico de microcefalia, de forma ampla, realizando estimulações auditivas, de motricidade orofacial e de linguagem e ainda auxilia no desenvolvimento da brincadeira das crianças.

            As estimulações auditivas têm como objetivo exercitar a memória, a atenção, o reconhecimento, a discriminação e compreensão dos sons.

            A estimulação de linguagem é um pouco mais complexa, pois é através da interação com o outro que a linguagem se constrói; é através da troca comunicativa que a criança atribui significados e adquiri a oralidade. Apesar de complexa, nas atividades de vida diária da criança, poderão ser incluídas as estimulações, por meio do diálogo, das brincadeiras, da contação de histórias, nomeação de partes do corpo na hora do banho, nomeação de alimentos e objetos, canções infantis, ou seja, qualquer momento é possível estimular a linguagem da criança.

 

            A estimulação de motricidade orofacial (funções motoras orais/musculatura oral), tem como objetivo trabalhar a sucção, mastigação, deglutição e fala. Um bom trabalho nesse item, irá auxiliar no desenvolvimento do bebê, bem como na alimentação, em alterações respiratórias e na linguagem oral.

            Mas e a brincadeira? Onde se encaixa?

            As brincadeiras fazem parte do desenvolvimento de qualquer criança; é através dela que adquirimos conceitos, aprendemos a ter percepção, imaginação, nos relacionamos com o mundo, expressamos nossos sentimentos, nos autoconhecemos. Diante disso, as brincadeiras são de suma importância na estimulação precoce e, em todas as estimulações, ela entra para facilitar e auxiliar na aquisição das habilidades trabalhadas. Vale ressaltar que existem brincadeiras adequadas para cada faixa etária!

            O papel da família é fundamental na estimulação precoce, pois são os membros familiares que passam mais tempo com a criança e podem realizar as estimulações em todas as atividades de vida diária. Lembrando que as crianças aprendem através dos modelos que lhe são dados, portanto, os pais e profissionais devem dar modelos corretos às crianças, visando o melhor desenvolvimento a elas.

            Para quem deseja saber mais detalhes sobre o papel da fonoaudiologia na estimulação precoce, o Ministério da Saúde lançou, em 2016, “Diretrizes de Estimulação Precoce – crianças de 0 a 3 anos com Atraso no Desenvolvimento Neuropsicomotor Decorrente de Microcefalia”. Você pode encontrar via online, pelo site: http://www.saude.go.gov.br/public/media/ZgUINSpZiwmbr3/20066922000062091226.pdf

 

Compartilhe no Facebook
Curta esse post
Please reload